365 dias em Chicago

Há exato um ano atrás, a gente chegava de mala e cuia em Chicago. Estava frio, nublado, chuvoso e com snow showers. Foram 3 dias de viagem cruzando os Estados Unidos de Norte a Sul, em um carro que mal me cabia devido a tantas coisas que resolvemos trazer com a gente, por puro medo da empresa de mudança perder ou quebrar. Chega a ser engraçado escrever sobre esse dia, porque parece que faz muito mais de 1 ano!

Para comemorar nosso aniversário de um ano em Chicago resolvemos jantar a mesma coisa que jantamos na nossa primeira noite aqui: pizza de pepperoni do Aurelio’s Pizza! Essa pizzaria fica perto do nosso prédio e depois da maratona de descarregar o carro e fazer supermercado pra uma casa vazia (thank you Costco! love you, Trader Joe’s), resolvemos comer lá; afinal, depois de uma longa viagem, nós precisamos de pizza. 😉

Primeira foto, tirada da janela da sala do nosso apartamento.

Foi super legal jantar a mesma coisa, um ano depois. Até me bateu saudade de dormir no nosso colchão de ar recém comprado, fazer todas as refeições no chão da nossa sala, passar horas visitando lojas e mais lojas no intuito de mobiliar esse apartamento. Mas sou eternamente agradecida pelo caminhão de mudança ter chegado cerca de 10 dias depois, e não mais do que isso.

Durante esse primeiro ano em Chicago muita coisa aconteceu:

  • Fizemos novos amigos: americanos, brasileiros e turcos. Continuamos super internacionais. 🙂
  • Deniz começou a trabalhar em um emprego novo (motivo da nossa mudança), mas odiou o emprego novo. Após apenas dois meses nesse hospital ele pediu demissão e começou a olhar outros empregos. Felizmente, tudo correu bem e rapidinho ele começou a fazer entrevistas e conseguiu um novo emprego (bem melhor).
  • Eu começei a trabalhar e depois de 9-10 meses no meu emprego, pedi demissão para poder me dedicar a estudar para a validação de diploma.
  • Recebemos várias visitas na nossa casinha nova e todos adoraram nosso apartamento.
  • Viajamos (Wisconsin e Miami).
  • Completamos 1 ano de casados.
  • Estamos ainda mais apaixonados um pelo outro.

Hoje, escrevo esse post comemorativo do sofá da minha sala, olhando a chuva fininha que cai lá fora e achando engraçado em como o dia parece exatamente o mesmo de 1 ano atrás. É engraçado pensar que o que nos trouxe aqui não foi o que nos fez ficar, em como a vida muda o tempo todo e em como temos tão pouco controle de tudo o que acontece ou pode acontecer. O mais importante não é saber como evitar todas as adversidades, mas sim como sair delas. Faz parte do nosso aprendizado cair e levantar, certo? Então hoje, depois de 365 dias morando aqui, acho que posso dizer que Chicago está começando a ter cheiro de casa pra mim. E esse é um sentimento bom, muito bom.

Até a próxima!