Vida nos Estados Unidos

Como sobreviver ao inverno de Chicago

É minha gente, o fim do ano está cada vez mais próximo e pra quem está em Chicago, fim do ano também significa frio, muito frio. Essa semana em especial, tivemos uma queda brusca nas temperaturas e pelo o que dizem, só tende a ficar mais frio. Vale lembrar que em se tratando de Estados Unidos, Chicago não tem o pior inverno. Minnesotta e North Dakota, por exemplo, são estados que não só sofrem com temperaturas ainda mais baixas, mas que também nevam mais. Digo isso só pra dar uma animadinha, aquela idéia de “podia ser pior, sabe?”; porque o inverno daqui não é brincadeira.

Eu confesso que estou adorando esse início de inverno. Eu gosto das temperaturas mais frias e acho que qualquer cidade fica mais charmosa durante o inverno. Mas não vivo aquela ilusão de que tudo é perfeito. Sei que quando estiver frio-de-matar vou internamente pedir por dias mais quentes.

Pois bem, felizmente, essa não é a primeira vez que moro em um lugar em que o inverno é caprichado (morei na Dinamarca entre 2010 e 2012) e durante o meu tempo por lá aprendi que pra gente poder realmente curtir o inverno a gente precisa saber a se comportar e vestir apropriadamente. A minha chefe sempre dizia: “não é o tempo que está muito frio, é você que não está se vestindo adequadamente”. E depois de ouvir essa mesma frase dita por pessoas diferentes, passei a acreditar que realmente o problema era que eu não estava usando as roupas corretas. Meu segundo inverno por lá foi tão mais fácil e prazeroso que nem parecia que as temperaturas estavam -10°C/-15°C.

Antes de detalhar com vocês todas as coisas que adquiri e que acho que seria interessante vocês terem, vale lembrar que a sensação de frio é algo pessoal, pois algumas pessoas são bem mais sensíveis que as outras. Também vale lembrar que só porque você passou “de boa” o inverno em um país com um tipo de casaco, não significa que esse casaco vai servir pra todos os outros. Você tem que levar em conta questões como chuva, vento e quantidade de neve. E, ainda mais, vale a pena conversar com as pessoas que moram ha mais tempo no lugar pra ter uma real idéia do que esperar. Começando pelo princípio básico em se vestir no inverno, vou explicar a questão das camadas, vamos lá.

Como usar as camadas (Layering)

Quando a gente fala “no inverno, vista-se em camadas”, agente se refere a basicamente 3 camadas: camada base, camada intermediária e camada externa. Mas isso não significa que você fica restrito a essas 3 camadas sabe? Se o frio apertar muito, você pode sempre acrescentar mais uma. Vale lembrar que se vestir em camadas é importante porque ajuda a vedar o corpo do frio que vem de fora e a evitar que o nosso corpo perca calor.

camada base (roupa térmica) é aquela que entra em contato diretamente com o nosso corpo. Uma coisa que é sempre importante lembrar é que apesar de ser inverno nós transpiramos e pra nos mantermos aquecidos, é muito importante que nossa pela esteja seca. Essa camada é a que vai “receber” nosso suor e a principal função é justamente reter qualquer umidade que estiver na nossa pele. Por isso é que a gente nunca, mas nunca mesmo, deve usar roupas de algodão como camadas base. O algodão é um tipo de tecido que absorve a humidade mas que resfria o corpo; e no inverno, o que você quer é exatamente aquecer o seu corpo. Prefira tecidos que absorvam a humidade mas que também aqueçam como lã merino, fleece ou tecido sintético (polypropylene, polyester, capilene).

A segunda camada, camada intermediária, é a que eu mais vario. Blusas de lã ou fleece são minhas favoritas porque esquentam bastante. Se estiver ventando muito, aproveito para usar algo que tenha gola rolê pra aumentar a proteção do pescoço. Se as temperaturas estiverem mais amenas, uso uma malha mais fininha, se estiver muito frio ou nevando, prefiro algo mais grosso e bem quentinho. No caso de calças, prefiro usar alguma que seja de tecido mais quente (tipo veludo), mas se não der, escolho um jeans.

Por fim, a última camada, que é a camada externa. A última camada de roupas é justamente o casaco. Em se tratando de inverno em lugares que neva é importante que o casaco seja impermeável e que promova aquecimento do corpo. Eu dou preferência aos mais longos, que chegam pelo menos nos joelhos, pois ajudam a aquecer as coxas. Se tiver capuz, ainda melhor, pois o capuz ajuda a proteger a cabeça do vento, chuva e neve. Se estiver no inverno com temperaturas ainda positivas, fico bem com um casaco de lã bem quente. Mas, para temperaturas negativas, pra mim não tem nada melhor do que um casaco com enchimento.

Essenciais de Inverno

Depois que a gente entende como se veste no inverno, fica fácil saber o que precisa comprar. No meu caso, algumas coisas eu comprei ano passado para o inverno em Houston (que fica entre 10-15°C) e outras comprei aqui em Chicago. Eu decidi investir em uma boa bota e casaco, porque sei o quanto faz diferença no dia-a-dia. Fiz uma listinha e fui comprando aos poucos, desde o fim de Setembro. Quando o inverno chegou, eu já estava com tudo aqui.

  1. Roupa Térmica – Comprei conjuntos de roupa térmica (32Degrees) e leggings forradas de fleece (Steve Madden). Não é sempre que eu uso roupa térmica; eu uso somente quando vou ficar muito tempo do lado de fora. 
  2. Blusas de lã, linha e fleece – Comprei algumas e provavelmente ainda irei comprar mais. Comprei de gola rolê, sem gola, de malha mais fina e malha mais grossa. 
  3. Acessórios – Gorros, luvas, cachecois e protetores de orelha. Nem preciso dizer né? Salvam a vida! Eu não gosto de luvas, e só uso mesmo quando as mãos estão congelando; mas adoro o aquecedor de orelhas, gorro e cachecois. Sobre cachecois, para Chicago, recomendo o que eles chamam aqui de “blanket scarf”, que são bem quentes.
  4. All Star de Inverno – Eu adoro meu all star, é bem quentinho porque tem cano alto e é forrado de pelos. Pros dias frios mas sem neve acho uma boa. Tinha um na época que morava na Dinamarca e usei até acabar, como dizem. Quando me mudei pros EUA e o inverno foi se aproximando, foi uma das minhas primeiras compras. Super recomendo!
  5. Bota de inverno/neve – Depois de muita pesquisa, resolvi apostar na Ugg para minha bota de neve. Eu cheguei a comprar uma Sorel, mas quando a bota chegou não gostei muito sabe? Achei ela muito pesada, além de ficar muito apertada na minha panturrilha. Optei pelo modelo Adirondack que é a prova d’água e própria pra neve. Também tenho uma bota de couro, mas não esquenta tanto quando as temperaturas estão negativas.
  6. Casaco impermeável – Comprei um casaco da linha performance da Calvin Klein que tinha resenhas excelentes e tudo o que eu estava procurando. Tem vários bolsos, capuz e é super ajustável no corpo. Estou adorando! 

You Might Also Like...

No Comments

Leave a Reply