Papo de Expatriado Vida nos Estados Unidos

Trabalho para brasileiros nos Estados Unidos

Quando eu morava no Brasil, bem antes de conhecer o Deniz e vir para os EUA, me lembro de ouvir as pessoas sempre falando sobre “trabalho para imigrante” ou “trabalho para brasileiro”. As pessoas diziam que se você é imigrante você irá trabalhar como faxineira, ajudante em construção ou lavador de pratos no McDonald’s. Anos pra frente, já agora na era do youtube, o que não faltam são canais de brasileiros que vivem por aqui e que continuam a propagar essa ideia de que esses são os trabalhos para nós imigrantes. E a verdade é, esse é o trabalho que você irá ter se você é imigrante ilegal e/ou sem qualificação.

Encontrar trabalho nos Estados Unidos, assim como no Brasil, depende de vários fatores. Depende da sua situação legal no país (ou seja, que você tenha permissão de trabalho), do seu domínio do idioma, da sua qualificação e/ou experiência na área e da cidade em que você vive (cidades grandes têm mais ofertas de vagas que cidades pequenas). Além disso, depende também da sua vontade de correr atras, da sua persistência quando recebe um “não”, da sua disposição em trabalhar em uma posição que as vezes não seja a mesma que você tinha no Brasil.

Acredite em mim, se você possuí permissão de trabalho, fala inglês, é qualificado e corre atras, as chances de você conseguir um emprego aqui na sua área são bem boas. Mesmo se você é da área de saúde como eu, que precisa validar o diploma e obter uma licença, é possível trabalhar como técnico ou assistente até você completar sua validação. Pode ser que você precise dar uns passos atrás na carreira, mas aos poucos você trilha seu caminho por aqui. Tô cansada de ver estrangeiros aqui trabalhando nas profissões que tinham em seu país de origem. Já tive contato com médico, arquiteto, engenheiro, biólogo, veterinário, economista, advogado…A lista não para de crescer e é a prova de que é possível, apesar de difícil.

Se você não tem uma qualificação acadêmica, mas tem experiência de trabalho, isso também conta pontos. Se você é bom no que faz tem grandes chances de dar certo por aqui. Pode ser que aqui seja interessante pra você fazer algum curso pra aprimorar ou mesmo só pra ter um certificado daqui, mas no mais, é correr atras mesmo. Na minha opinião, o que diferencia nós imigrantes do “americano comum” é justamente o fato da gente ter essa garra em crescer e fazer acontecer. Nós não temos tempo a perder.

O que estou querendo dizer é que você pode sim trabalhar com faxina, ou como babá, ou na construção, mas essas não são as únicas opções que você tem. Essas podem ser as suas únicas opções se você vem ou fica de forma ilegal no país pois são trabalhos em que você não vai lidar com uma empresa, e sim diretamente com a pessoa que está precisando do serviço. Uma empresa sólida, com um nome a zelar, vai evitar ao máximo contratar alguém sem documentos porque isso pode trazer problemas sérios para eles. Quando estava procurando emprego, por exemplo, 100% dos lugares perguntaram se eu tinha permissão legal para trabalhar no país, ou seja, se eu tinha um work permit, ou um green card. No meu primeiro dia no hospital precisei ir ao RH pra finalizar a contratação e tive que apresentar green card e o social security.

A verdade verdadeira é que não existe trabalho pra Brasileiro, ou Mexicano, ou Americano; as empresas não fazem essa distinção por aqui. Por isso, tira da sua cabeça o complexo de vira-lata antes mesmo de vir para os EUA. Pesquise a sua área, gaste um tempo trabalhando no seu currículo e numa carta de apresentação legal e, estude Inglês. Com isso, é correr atras e colher os frutos do trabalho. Boa sorte!!!

You Might Also Like...

No Comments

Leave a Reply